top of page
  • Foto do escritorEquipe

Melhorando a digestão com enzimas e chás

Atualizado: 17 de jun. de 2021

Há séculos, os chás são utilizados para melhorar a digestão dos alimentos e aliviar os sintomas gástricos. O uso de enzimas digestivas também é uma alternativa válida para o alívio desses sintomas.

A forma de preparo (infusão ou decocção), a quantidade e a qualidade da erva utilizada interferem nas propriedades medicinais de todos os chás. Portanto, além de identificar o potencial terapêutico de cada planta, é necessário conhecer o método que deve ser utilizado para extrair todos os benefícios que ela pode oferecer.

Chá de gengibre, de boldo, carqueja, de erva-doce e de hortelã são alguns dos chás utilizados para melhorar a digestão. Cada um deles atua de uma maneira diferente no organismo. Por exemplo, o gengibre é capaz de estimular a secreção de enzimas digestivas, acelerar o esvaziamento gástrico e aumentar o peristaltismo intestinal, favorecendo o processo digestório. Ainda, pode ser utilizado para alívio de náuseas e vômitos em gestantes e em pacientes que fazem quimioterapia. Já o chá de boldo estimula a secreção de bile, melhorando a digestão dos alimentos gordurosos.

Outra medida que pode ser utilizada para melhorar a digestão dos alimentos é a suplementação – ou recolocação - de enzimas, etapa dois do Protocolo 5R. A suplementação pode ser feita por uma ou mais enzimas, dependendo do caso. A utilização de um complexo de enzimas digestivas, composto de peptidases e proteases, pode reduzir sintomas relacionados à má digestão, tais como sensação de esvaziamento incompleto, cefaléia e inchaço. A adição de enzimas na alimentação também pode ser feita a partir de alimentos, como por exemplo o abacaxi e o limão.

A prescrição de qualquer fitoterápico ou enzima digestiva deve ser feita de acordo com a necessidade do paciente. É necessário entender que essa recolocação é apenas uma das etapas para a recuperação da saúde intestinal.

GIACOSA, A.; et. al. Can nausea and vomiting be treated with ginger extract? Eur Rev Med Pharmacol Sci. 2015 Apr;19(7):1291-6.

IDO, H.; et. al. Combination of Gluten-Digesting Enzymes Improved Symptoms of Non-Celiac Gluten Sensitivity: A Randomized Single-blind, Placebo-controlled Crossover Study. Clinical and translational gastroenterology, 2018. 9(9), 181.

MAJEED, M.; et. al. Evaluation of the Safety and Efficacy of a Multienzyme Complex in Patients with Functional Dyspepsia: A Randomized, Double-Blind, Placebo-Controlled Study. Journal of medicinal food. 2018. 21(11), 1120–1128.

THOMPSON, C.; et. al. Systematic review: herbal medicinal products for non-ulcer dyspepsia. Aliment Pharmacol Ther. 2002 Oct;16(10):1689-99.

353 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page