top of page
  • iara124

O que é imunonutrição ?




Imunonutrição é a ciência que estuda as interações entre a nutrição, sistema imune, infecções, inflamações e injúria, ou danos aos tecidos. Alguns nutrientes e compostos bioativos quando consumidos, podem modular atividades do sistema imunológico e a imunonutrição mostra essa interação, a partir da modulação da resposta inflamatória e imunológica, melhorando os desfechos clínicos do paciente.


Esses nutrientes podem melhorar o sistema imunológico de algumas formas, como:

  • através da função de barreira da mucosa;

  • através da função de defesa celular;

  • através da inflamação local ou sistêmica.


Diversos nutrientes apresentam importantes funções no desenvolvimento e funcionalidade do sistema imunológico e deficiência desses nutrientes, de apenas um ou de vários, podem comprometer a imunidade, aumentando a suscetibilidade a infecções e doenças, afetando a saúde do indivíduo.


O sistema imunológico é afetado por vários fatores, como a idade, massa corporal, nível de atividade física, sedentarismo, fumo, consumo de bebidas alcoólicas, nível de hidratação, genética, presença de doenças ou não, sono, uso de medicamentos e alimentação, que influencia diretamente ao fornecer ou não os nutrientes e compostos que auxiliam no sistema imunológico.


Alguns nutrientes que influenciam na resposta imunológica e inflamatória, são as vitaminas A, C, D, E, B6, B12, selênio, zinco, ferro, folato, cobre, magnésio, alguns aminoácidos como glutamina, arginina, cisteína, taurina, alguns nucleotídeos, ômega 3 e alguns compostos presentes em alimentos também podem auxiliar na imunidade, como o extrato de gengibre, Boswellia serrata, quercetina, curcumina e o NAC.


Dessa forma, ao saber que esses nutrientes podem auxiliar na imunidade, ter níveis adequados das vitaminas e minerais é fundamental para uma boa saúde imunológica. E se houver uma falta desses nutrientes, estratégias nutricionais são necessárias para que melhore os níveis desses nutrientes, para que a imunidade não seja afetada. E em casos necessários, onde se tem como objetivo a melhora do sistema imunológico, o uso desses nutrientes e compostos bioativos podem ser interessantes e válidos para a prática clínica.



Referências:

GOMBART, Adrian F.; PIERRE, Adeline; MAGGINI, Silvia. A Review of Micronutrients and the Immune System–Working in Harmony to Reduce the Risk of Infection. Nutrients, [S.L.], v. 12, n. 1, p. 236, 16 jan. 2020. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/nu12010236.


MCCARTHY, Mary S.; MARTINDALE, Robert G.. Immunonutrition in Critical Illness: what is the role?. Nutrition In Clinical Practice, [S.L.], v. 33, n. 3, p. 348-358, 15 maio 2018. Wiley. http://dx.doi.org/10.1002/ncp.10102.


MARCOS, Ascensión. Inmunonutrición: metodología y aplicaciones. Nutricion Hospitalaria, [S.L.], n. 3, p. 145-154, 26 fev. 2015. GRUPO AULA MEDICA. http://dx.doi.org/10.3305/nh.2015.31.sup3.8762.


174 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page