top of page
  • iara124

Vitamina A, C e E & imunidade: o que você precisa saber?




As vitaminas desempenham diversas funções no organismo, principalmente na imunidade, sendo importantes para a imunocompetência. As vitaminas que mais chamam atenção em relação às suas funções frente a imunidade são as vitaminas A, C e E. Deficiências nesses micronutrientes podem prejudicar a função do sistema imune e predispor a certas infecções e aumentar a severidade das infecções.


Vitamina A


A vitamina A age tanto na imunidade inata como adaptativa, e desempenha as seguintes funções: mantém a integridade estrutural e funcional das células da mucosa das barreiras inatas (pele, trato respiratório), auxilia no funcionamento normal das células imunes inatas (NK, macrófagos, neutrófilos), auxilia os linfócitos T e B e geração de respostas a antígenos, além de auxiliar na resposta anti-inflamatória das células Th2.


Alimentos fontes de vitamina A são fígado, ovos, leites, atum, salmão, queijos, iogurte, frutas e legumes de cor laranja (mamão, manga, cenoura, abóbora) e verduras na cor verde-escura (couve, brócolis e espinafre). Esses legumes e frutas contém carotenóides, convertidos em vitamina A. Sua ingestão recomendada é de 700 mcg para mulheres adultas e 900 mcg para homens adultos.


Vitamina C


A vitamina C desempenha diversas funções no sistema imune, como a ação antioxidante, regenera outros antioxidantes, promove a síntese de colágeno no tecido epitelial, aumenta os níveis de proteínas do sistema complemento, tem ação antimicrobiana, estimula a produção e função de leucócitos, pode aumentar os níveis de anticorpos e atua na diferenciação e proliferação de linfócitos.


A vitamina C pode ser encontrada na laranja, limão, morango, acerola, mamão, kiwi, goiaba, caju, tomate. Sua recomendação de ingestão por dia é de 75 mg para mulheres e 90 mg para homens.


Vitamina E


A vitamina E age como um antioxidante, protegendo as células de danos causados por radicais livres, protege a integridade das membranas celulares contra danos, aumenta a produção de IL-2 e atividade citotóxica das células NK, melhora as funções mediadas pelas células T e proliferação de linfócitos e otimiza e melhora Th1.


Fontes de vitamina E são óleos vegetais, sementes, amêndoas, azeite de oliva, castanhas, vegetais verdes escuros. A recomendação de ingestão diária é de 15 mcg para homens e mulheres.


Dessa forma, é de extrema importância manter os níveis adequados dessas vitaminas, para não haver prejuízo ao sistema imunológico.


Uma forma de melhorar a função imunológica é restaurar os níveis adequados das vitaminas deficientes e, assim, aumentar a resistência à infecção e uma recuperação mais rápida se infectado. A dieta pode ser insuficiente em alguns casos para atingir os níveis recomendados dessas vitaminas, dessa forma, a suplementação pode ser uma boa opção em casos de deficiências.


Referências:

GOMBART, Adrian F.; PIERRE, Adeline; MAGGINI, Silvia. A Review of Micronutrients and the Immune System–Working in Harmony to Reduce the Risk of Infection. Nutrients, [S.L.], v. 12, n. 1, p. 236, 16 jan. 2020. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/nu12010236.


MAGGINI, Silvia; PIERRE, Adeline; CALDER, Philip. Immune Function and Micronutrient Requirements Change over the Life Course. Nutrients, [S.L.], v. 10, n. 10, p. 1531, 17 out. 2018. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/nu10101531.


69 visualizações0 comentário

댓글


bottom of page